quinta-feira, 28 de julho de 2011

Saudade!!

Quero estar aqui e lá
em todo lugar
em cada esquina, em cada olhar
Carência??? Imagina...
É Apenas saudade de todas as gentes 
com seus carinhos, umbigos e seus afagos
das cantigas toscas e animadas das alvoradas coletivas.
do soninho coletivo...
do banho gelado e as vezes coletivo...
de café da manhã na cama....
do rango coletivo..
dos grupos de discussões... intervenções!!
do debate político... que é visto por alguns como um espaço "despolitizado"
VAI ENTENDER!!!
saudade das místicas, dos tempos tarefa...
das amizades construídas e do carinho....
O movimento estudantil é um poko disso,
um poko daquilo...
um monte de loucos que querem mudar o mundo!!
e como eu sinto falta de tudo isso e
de todas essas gentes maneiras
quando eu volto pra casa!!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

"A elite brasileira mostra a sua cara"


Editorial da ed. 439 do Brasil de Fato
“Há casos folclóricos nos hangares do Campo de Marte. Como o da milionária que mandou o cão para o veterinário de helicóptero. Dona da aeronave, ela estava em Maresias (litoral norte) e viu o cãozinho comer a marmita de seu segurança. Ela mandou o piloto voltar imediatamente a São Paulo para fazer exames no pet", relata um piloto, que pede para não ser identificado.

Acredite. O trecho acima foi extraída da coluna de Eliane Trindade, publicado na Folha de S. Paulo, sob o título: “Helicóptero é usado para ir à balada e ao pet shop”.
Esse fato mostra a absoluta falta de escrúpulos dos poucos privilegiados do nosso país e demonstra mais uma vez o caráter e a natureza da elite brasileira. “Pensei que a história da dona Vera Loyola, há uns quatro anos, ter enviado seu cãozinho para o cabeleireiro de helicóptero e, em seguida, explicado aos jornalistas que o fez "porque o Rio é uma cidade muito violenta" fosse o 'top de linha' do escárnio”, diz o jornalista Alipio Freire. No entanto, segundo ele, a cada dia, a elite brasileira - a burguesia no Brasil - mostra sua face de absoluto desprezo e de humilhação contra aqueles aos quais passou a se referir como PPPs (Pretos, Pobres e da Periferia).
Essa notícia só reforça uma característica de parte do Brasil e uma herança maldita: uma burguesia com a cabeça colonizada, saudosa dos tempos da nobreza, realeza. Nossa memória não precisa ser muito estimulada para recordarmos do cão com coleira de diamantes de uma tal socialite, seguido de afirmações de que tal animal era provido de tanta doçura que o feito era pouco. Essa elite, consumista, não se importa de passar o ridículo por algo desta natureza. É a reafirmação de que é uma elite ignorante, colonizada, subserviente, babona, que sonha com o dia em que o Brasil será uma mistura dos paraísos europeus e estadunidense. Dizem que essa mamãe do cão pediu ajuda gritando “help”. E uma coincidência: a opulência sempre combinada com segurança, mal pagos, mal tratados, a ponto de ter uma quentinha que poderia fazer mal para o pobre cão.

------------------------------------------------------------------

Contradição ou coerência?
Nem mesmo os poucos avanços obtidos com a Constituição Federal depois de muita luta são respeitados, como demonstramos em edições anteriores do Brasil de Fato. As bandeiras do povo, tais como a redução da jornada de trabalho sem redução de salários, o fim do fator previdenciário, resgatar o direito de greve, são bandeiras que essa elite reage com veemência.
Portanto, conhecer melhor os inimigos do povo é um desafio para compreender que essa burguesia só se submete com luta, se forçada pela pressão das massas e do povo organizado. Nada virá de negociações ou concessão.
Essa postura das elites brasileiras, que gasta mais com a alimentação de um cão do que de um trabalhador, que usurpa os recursos públicos, que exige mais recursos do Estado para a (sua) segurança, é a mesma de sempre na defesa de seus privilégios. E, assim, age coerente na recusa dos direitos sociais, contrária à distribuição de renda, aos programas sociais, às políticas públicas e tudo o que pode democratizar o acesso à habitação para todos, como terra para quem trabalha, apoio aos pequenos (campo e cidade), o acesso à educação superior, dentre outros.
Essa é uma característica dessa burguesia. Que prefere integrar -se de forma subordinada à burguesia mundial a ter projeto próprio de nação. Por lucro, passam por cima de tudo, inclusive de qualquer democracia. Essa burguesia nos mostra que as necessidades históricas do povo brasileiro somente serão conquistadas com luta, mobilização e unidade. Assim, quiçá, avancemos rumo à construção de um projeto popular para o Brasil.

-----------------------------------
Jornal BRASIL DE FATO

domingo, 10 de julho de 2011

Quem disse que IMAGEM é tudo??

O espelho que aprisiona a alma:
consumo forçado
de uma imagem barata...
Fingir ser quem não é.
É esconder a beleza natural que há dentro de cada um.
"você só pensa nessa porra de imagem"
EU me pergunto: a troco de que???
A máscara um dia se desfaz...
Plásticas: rugas, pra que te quero?
Não adianta lutar contra o tempo, contra a gravidade.
Essa é a LEI...
mas subornaram a lei e te fazem acreditar
que ser diferente e natural é bizarro..
que a velhice é algo horrível, que é o fim... que é feia..
que é FORA DE UM PADRÃO!!!
Quem quer ser um padrão???
Malditos Ianques e seu imperialismo...
maldito seja o capitalismo que 
destrói a sua auto-estima pra te fazer consumir,
que rouba a imagem das pessoas
e as torna escravas de uma só imagem...
única onde todos devem ser
iguais,
magros,
fúteis,!!
Tenha orgulho de acordar de manhã e ver no espelho,
antes de qualquer maquiagem,
a sua mais pura e bela imagem!!!



Amigo Imaginário!!

AMIGO "IMAGINÁRIO"... porque ele vai embora quando a gente cresce???
Porque a gente esquece que ele existiu?? Porque a gente num pode ter amigo imaginário depois que vira gente grande??? quem foi que disse que era minha imaginação?? As vezes da uma vontade louca de falar com alguém e muitas vezes nos pegamos falando sozinho pela rua, no trânsito, na escola, no quarto...acho que é uma vontade inconsciente de reavivar o amigo que me fizeram acreditar que era imaginário e que forçadamente as vezes pega a mala e parte das nossas vidas porque nossos pais um dia nos fizeram acreditar que eles não existem, que são fruto da nossa imaginação e que a gente ta "grandinho" pra ter um comportamento desse, só por inveja: apenas porque são incapazes de ver nosso amigo. Isso porque deixaram morrer um dia a criança que existia dentro deles e ai acabam reproduzindo o que seus pais fizeram e o que seus avós e bisa-vós também fizeram e destroem a criança que existe dentro de nós... toda uma geração destruindo a nossa imaginação... a nossa criança interior...
Mas eu me recuso a deixar isso acontecer..mesmo não vendo mais mais o meu amigo, eu sei que ele existiu e que ainda existe. ele só ta perdido por ai..., eu quero deixar viva a criança que existe dentro de mim....quem sabe um dia meu amigo não retorne!

   E vale a pena ver esse vídeo,e relembrar um amigo que fez parte da sua vida um dia...não só os "imaginários", mas todos aqueles que passaram pela sua infância, adolescência...e os que persistem até hoje ao seu lado!


video

 Acesse tbm no "seu tubo":  http://www.youtube.com/watch?v=tx60Sna1Qog